terça-feira, 2 de outubro de 2007

BREGA, MAS COM ESTILO

Essa mania de dizer que roupa não influi no comportamento das pessoas é uma balela. Antigamente e olha que sou antigo, usava muito o estilo engomadinho. A calça tinha aquele vinco no meio de tão bem passada, a camisa de mangas compridas era contraste com o clima de montanha de Teresina. Com o tempo, passei a usar camisa pólo, hoje já estou meio descolado (entenda-se aquelas camisetas cheias de símbolos com frases em inglês e calças largas cheias de bolsos que às vezes não servem pra nada).
Mudar o vestir implica em mudar de comportamento e, pra falar a verdade, nem sei que estilo visto hoje em dia, já que, ser moderno é combinar vários estilos e dizer que o que está na moda é não ter estilo algum, que vestir-se bem é uma coisa atemporal e é exatamente aí que está o novo estilo (compreendeu!?!). Pois bem, duvido que alguém vá para uma reunião com cliente usando o seu estilo “descolado” e “atemporal”, dependendo do perfil deste, você vai se trajar a contento, pois sua cara é a cara do seu negócio e, se seu negócio não tem cara, o cara nem vai querer saber de você.
O barbear-se, prender o cabelo, colocar uma roupinha melhor, ainda é o básico. E como a reação das pessoas é sempre uma incógnita, não abuse. Aquele ditado ainda vale muito, a primeira impressão, mesmo errada é difícil ser desfeita. Você pode até ser brega, mas por Deus, tenha estilo.

3 comentários:

Jeane Melo disse...

Agora deu um nó...
Será q tenho estilo?

Bj.

Danielle disse...

Affs..¬¬

Danielle disse...

Affs..¬¬