quarta-feira, 16 de julho de 2008

LAÇOS DA ALMA


Lembro-me de quando caminhávamos juntos e de mãos dadas.
Daquele tempo, de nossas pegadas na areia, ficaram só lembranças.
Do amor vivido apenas uma lágrima de saudade.
A tão buscada felicidade é uma nostalgia que ajuda a viver o hoje.
Das mãos dadas apenas os laços do coração.
Hoje desconstruímos tudo para recomeçar e, as coisas de todos os dias não viram rotina porque as palavras trocadas são outras, os gestos e olhares se renovam a cada dia.
É como a planta que recebe os raios de sol todas as manhãs e ainda assim muda a cada segundo.
São de todas as cores que o amor desenhou o arco-íris de nossas vidas.
Os passos para o outro nunca são demais se há a intenção de dá-los
e as palavras descabidas fazem sentido quando arrancam sorrisos.
Você faz sentido pra mim, ainda que tudo mais não faça sentido algum, tua presença é a essência do meu equilíbrio.
Não há curvas entre as pessoas, a distância é apenas uma linha reta enturvada por uma intenção de ocaso ao acaso.
Hoje, nossas mãos são apenas uma simbologia de nossa cumplicidade, nossos laços entrelaçados foram forjados no fogo de nossa alma.

Um comentário:

Jeane Melo disse...

E eu amei os corações coloridos.

Tudo lindo. Bjs.