segunda-feira, 20 de julho de 2009

MEUS POEMAS III

Revivendo
Quero gotas de vivência
folhas de perseverança
Poções de sabedoria
E mais do pó da esperança.
A mistura do bem viver
requer doses de harmonia
colheres de bom humor
temperos do dia-a-dia.
Receita de bons amigos
leva pitadas de amor
fatias de alegria
pra diluir o rancor.
Na bodega desta vida
O estoque já zerou
Falta amizade e carinho
Ilusão é o que restou.
Minha cesta anda vazia,
A coragem está tão cara
Mas, no fim do corredor
Eu ouvi um burburinho
Chorando entre soluços
escondida no cantinho
encolhida e esquecida
restava ainda a inocência
dos meus tempos de menino.
Não posso mudar o mundo
Correr com o tempo pra trás
Só agradeço ao que vivo
Pretendendo viver mais.
Hoje volto a ser criança
na pessoa de meu filho
o corpo já não tão jovem
mas menino é meu espírito.
Hoje eu sou João Pedro
Amanhã sou Mariana
Me renovo nos meus filhos
em seus marotos sorrisos
inocentes de criança.

Nenhum comentário: