quinta-feira, 25 de novembro de 2010

EU ESTIVE LÁ


O InterCom 2010 realizado pela iMasters é o que se pode chamar de choque de realidade. Perdido em meio a nerds e entusiastas “boss web”, pude perceber que o mundo é outro, e que minha geração tem muito que aprender com os “garotos da internet".

Na verdade foi de fato o encontro de dois mundos, mas não o real e o virtual, e sim o de pessoas separadas por anos de avanços tecnológicos e avidade por coisas novas (tão difíceis para nós e tão natural para eles).

De fato, há uma realidade que saiu das redes sociais para ganhar as ruas e dominar os negócios. Já não vemos velhos senhores dando as cartas, mas, é cada vez mais notável a presenças de “molecotes” gerenciando seu próprio empreendimento virtual, e o que é mais incrível, com idéias que realmente fazem sucesso.

Essa recente transformação nos faz perguntar, até onde podemos chegar, quais as inovações, quais os caminhos para outras formas de empreendimentos virtuais, qual resposta teremos dessa incógnita que é futuro da internet?

Linguagens, equipamentos, hábitos e etc., todas essas mudanças fizeram surgir um novo tipo de consumidor e uma nova forma de vender, é o que se pode chamar de negócios on-line in real time.

Fazer dinheiro se divertindo, que poderia se querer de melhor na vida?

Estratégias para serviços on-line, Talk Shows, Web 2.0, Virtualização, precepção nas redes sociais segundo a visão da neurociência, natural computing aplicada em projetos web, Design, plataforma Facebook, Transmídia, humor como modelo de negócios e o fim da web, foram alguns dos temas abordados no encontro e desenvolvidos por feras como: Nanda Weiden, Fabiano Coura, Raphael Vasconcelos, Benny Spiewak, Karina Israel, Daniel Prado, Marco Sinhoreli, Daniel Bergqvist, Marcos Baldo, Leandro Castro, Ricardo Sangion, Ruy Reis, Luli Radfahrer, Manoel Lemos e Mauricio Ricardo dentre outos.

Pessoas e um novo jeito de ver o mundo que me fascinou, então, que tal se convencer também e encurtar a distância que o separa das redes sociais? Eu sei que não é possível dividir o tempo entre todas, pois a cada dia, surgem mais.

Só mesmo vivendo disso, se pode dar conta de tantas. São aplicativos, templates, e-learning, jogos, e-commerce, Ad Sense e conteúdos para todos os gostos e finalidades.

Por enquanto, me contento com o Facebook, YouTube, Orkut, Blog, Twitter, Myspace, Msn e Google.

Não tenho mais tanto tempo para parar em frente ao computador, afinal a cada segundo que passa, muito mais adeptos se fazem presentes formando um caldeirão virtual que cada vez mais cedo prepara as gerações para esse choque de realidade on line.

São Tablets, Iphones, note e netbooks, ipods e celulares cada vez mais integrados por dispositivos via web, disponibilizando mais de uma maneira de marcar território em todas as direções, navegando literalmente, na nuvem.

Afinal, a internet não é um deus, mas é possível através dela se fazer onipresente, para isso, basta iniciar a criação de seu mundo. Como?

Num click.