sexta-feira, 28 de outubro de 2011

NÃO FALE DE TERESINA


Quem fala do meu povo, não viu o seu sorriso, não se sentiu criança na minha cidade, não viu a paisagem se transformar e não sentiu o cheiro da terra molhada de chuva. Não sabe o que é sentar num banco de praça e ficar olhando o movimento da rua, descobrindo em cada rosto um pouco do que é ser Teresina.
Teresina é a conversa de esquina, é o céu azul com promessa de chuva, é o movimento do vai e vem no calçadão, é a ruma de menino entrando na escola, é o piqueiro de gente no shopping do camelô. Teresina vai além de uma simples cidade. Ela tem alma e assim como sua gente, sorri, sofre, brinca e chora. Simples no tratar os seus e os outros, ela é acolhedora, abriga quem precisa nas sombras de sua árvores, nos barzinhos de fim de tarde, nas noites amenas de céu estrelado, no fervor da fé de suas novenas, nas feiras dominicais e nas cadeiras colocadas nas calçadas das casas.
Quem fala do meu povo, tem que viver aqui, teresinando-se, para sentir na alma, o que é viver Teresina.
Quem quer falar do meu povo tem que ver Teresina!

Um comentário:

Phoenix disse...

Deve ser tão bonita, essa "teresina" :)**