quinta-feira, 10 de novembro de 2011

OUSADIA: SEMPRE SURPREENDENTE


Quem quer correr riscos, quem está disposto?

Você é ousado ou já está acomodado nos cômodos incômodos que a rotina lhe reservou?

Quem, mesmo diante do fracasso iminente, continua seguindo em frente? Atirando suas vaquinhas abismo abaixo e indo de encontro ao desafio do que o incerto lhe proporciona?

Talvez aquelas pessoas que costumam ser chamadas de loucas, visionárias ou simplesmente arrojadas.

Arrojo - essa é a tênue linha que separa a coragem de arriscar da incerteza da espera eterna.

A ousadia, como já se diz, é atirada, não se permite refrear, é uma louca vertigem que se apodera do espírito e faz a gente seguir adiante.

Quem é ousado, impetuoso, arrisca tudo já tendo uma única certeza: uma metade do todo pende para o sucesso e a outra metade para o fracasso. Mas é exatamente aí que reside a coragem da ousadia, não esperar para poder surpreender.

Pois quem espera nunca cansa, nunca cansa de esperar uma oportunidade que talvez nunca venha porque você a perdeu quando ela estava à sua porta.

O que me falta não são sonhos, mas a ousadia de realizá-los.

Quisera eu poder arriscar tudo em troca de um sonho, para ter a certeza de que mesmo errando, não venha me arrepender por isso, mas sim por ter deixado de fazer o que achava certo.

Por quanto, tenho a paciência e a cautela, mas trocaria de bom grado pela coragem e a ousadia.

Um comentário:

Phoenix disse...

A ousadia aprende-se a ter..e ainda vais a tempo.

Beijo :)*