quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

PELAS ESTRADAS DA VIDA HÁ SOL


No caminho da busca pela felicidade já tropecei em muitas pedras de decepção.
Quem sabe agora não trilhe uma campina de realizações ou mesmo experimente nem que seja por tempo efêmero um pouco da brisa de esperança que sopra do horizonte.
A vida é assim, campos verdejantes de uma lado e descampados sombrios do outro, ora pendemos para um ora para outro, são direções opostas na encruzilhada do destino.
Não basta apenas cultivar sentimentos nos prados da alma, é preciso de verdade se apegar a eles, ou o que se chama de coração receberá apenas algumas gotas de sereno em diminuto tempo e imensos períodos de escasez de carinho.
Semear a vida com árvores que dêem bons frutos é apenas uma parte da estrada, a outra é fazê-los render de forma que se possa compartilhar o que chamamos momentos felizes. A metáfora serve para dizer que sentimentos tem que ter raízes, para poder se construir uma história e estar presente na vida das pessoas.
Talvez a melhor forma de se encontrar a tal "felicidade" é se deixar levar para onde haja sol, seguir sem muitas preocupações, viver um dia de cada vez. O sol brilha para todos, cada um o vê conforme conduz sua vida. Para o impaciente ele é irritante, para o trabalhador ele traz oportunidade, para o doente ele dá esperança, para o idealista ele mostra o tamanho do sonho, para o pessimista foi apenas mais um dia perdido, para a criança ele dispensa mais tempo para brincar, mas para mim ele é a verdade absoluta de que a cada dia eu nunca estou sozinho, é a certeza de que sua luz é a intensidade refletida da consciência de cada um, o brilho próprio das ações praticadas. O sol nasce e inunda a alma de luz, aquece o corpo e ilumina o caminho, o sol se põe e deixa sua mensagem de reflexão para que a noite possa ser testemunha de tudo o que foi feito durante o dia para que se tome as decisões corretas no amanhã, quando ele nascer de novo e te dar mais uma oportunidade para ser feliz. Por isso, carpe diem, carpe sólus (aproveite o dia, aproveite o sol).

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

AMAR É SEMPRE ESTAR COM ELA


Amar é toda forma de estar em sintonia com o que te faz bem,

Amar é ver beleza na simplicidade que te cerca,

Amar é poder compartilhar momentos,

Amar é ser a outra parte da laranja,

Amar é ter a sensibilidade de ser solidário,

Amar é sentir que você pode dividir com o outro um pouco de sua essência,

Amar é, sobretudo, saber que para ser feliz é preciso guiar e se deixar guiar

por caminhos que somente o amor consegue trilhar.

Se você ama, como eu amo deixe-se guiar.

O amor pode viver sem você, mas e você não pode viver sem amor.

Eu amo você, você me ama?

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

UMA VIDA DE MARCHINHAS


É carnaval é festa popular que legal a gente vai se encontrar, e nessa hora me segura senão eu caio porque eu vou beber, beber até cair, me dá, me dá um dinheirinho aí.

Você pensa que cachaça é água, cachaça não é água não pois eu bebo sem compromisso é com meu dinheiro e ninguém tem nada como isso e se a polícia por isso me prender e na ultima hora me soltar, eu vou ser soldado de Israel, não tem água no cantil mas tem mulher no quartel então ó abre alas que eu quero passar.

Eu tô a 100 por hora, senão passar o calor eu jogo a roupa fora. Quero um lindo apartamento com porteiro elevador e ar refrigerado para os dias de calor, mande água prá Iôiô mande água pra Iáiá mamãe que eu quero mamar e no balancê balancê quero dançar com você.

Olha a cabeleira do Zezé será que ele é? É por isso que nós somos carecas e entre as mulheres somos maiorais, pois na hora do aperto é dos carecas que elas gostam mais.

Viemos do Egito e muitas vezes nos paramos pra rezar Alá meu bom Alá se canoa não virar eu chego lá para encontrar a filha da Chiquita Bacana lá da Martinica que não é a Maria sapatão que de dia é Maria e de noite é o João, mas desta vez em vez da moreninha será a rainha do meu carnaval.

Linda pastora morena da cor de Madalena tu não tens pena de mim que vivo louco pelo teu olhar, bandeira branca amor não posso mais, pela saudade que me invade eu peço paz, e se você fosse sincera ô Aurora, veja só como é que era, mas não fique triste que esse mundo é todo teu tu é muito mais bonita que a Camélia que morreu.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

ENQUANTO ISSO NO CÉU...

Em homenagem ao cantor Wando.
Ilustração: Carvalho