quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

ENTRE RUMOS


O desânimo me rodeia
pois onde se julga haver amor
deveria de fato haver amor
mas o que se nota
é um vazio preenchido por desconfianças

No fim de tudo, o amor deveria ser um sentimento
mas ao que parece
virou justificativa de atos
que temos de dar as pessoas
que a bem da verdade
talvez nem entendam
porque no fundo
não sabem o que é viver 
um amor de verdade

Nenhum comentário: