quarta-feira, 17 de setembro de 2014

SENTADO NA PRAÇA, VI UMA CRIANÇA


Sentado na praça vi uma criança
Ela corria e pulava
Pulava e cantava
Caia na grama
E nela rolava.

Sentado na praça eu vi uma criança
Sorria feliz
Feliz se encantava
Brincando com pombos
alegre saltava.

Sentado na praça eu vi uma criança
Seu olhar brilhava
Brilhava e vibrava
Inocente e sutil
Ao meu lado chegava.

Sentado na praça eu vi uma criança
Alheia e serena
Serena dizia
Que  quando crescesse
Alegre seria.

Sentado na praça eu vi uma criança
Me olhou com ternura
Ternura me deu
Aquela criança
Um dia fui eu.

Nenhum comentário: