sábado, 21 de fevereiro de 2015

REMINISCÊNCIAS

Minh'alma é imortal,
os pecados são banais
neles te vejo em meu íntimo
remexendo em tantas coisas
lampejos de tua essência
pelas quais ainda vives
no amor que ainda sinto.

Vejo horizontes, 
onde teu rosto toma o céu
minhas mãos não te alcançam,  
teu sorriso, teu carinho me acalenta 
e ao mesmo tempo tormenta
revive minha lembrança
sei que te fostes para sempre
não há como te encontrar
mas resta neste demente
um fio de esperança
que por mais que te afastes
nunca deixastes de fato
de comigo sempre estar.

Nenhum comentário: