sábado, 10 de setembro de 2016

FÉ DEMAIS OU DE MENOS?


As vezes não dá para ser o que se quer ou possuir o que se pretende ter. E não é por falta de foco e trabalho duro, a resposta pode ser porque você foi colocado em um ponto do tempo em que as forças do universo naquela conjunção não agem a seu favor, então o que fazer? Rever as estratégias, talvez? Por incrível que pareça o correto é seguir estratégias montadas em lições simples tipo as das frases: "pense no hoje, amanhã é outro dia", "deus ajuda a quem cedo madruga", "se não posso com eles me junto a eles", "mantenha seu inimigos perto e os amigos mais perto ainda" ou "o inimigo de meu inimigo é meu amigo" ou ainda "use a força de seu oponente a seu favor". Há muito tempo um estrategista de guerra formulou fundamento que não só se aplicavam a batalhas entre exército como se aplicam também na luta insana de saber viver no mundo atual. De certa forma, se nenhuma dessas máximas fizer efeito então acredite numa variante chamada fé. Alguns tem fé demais que tudo dará certo, outros não tem essa certeza, é a chamada - fé de menos. A fé se traduz em acreditar em si, na sua força de vontade, persistir sem parar e tecer um pensamento de que tudo vai dar certo. Algumas pessoas chamam isso de otimismo, mas na verdade é você mesmo mexendo as peças do tabuleiro para que o jogo vire a seu favor. Talvez funcione, mas então, para que funcione, porque não dar um empurrãozinho no destino e se agarrar naquilo que pode trazer resultados? Cabe a cada um saber a que se agarrar. Se na hipótese, acontecer de que tudo dê errado, a resposta pode está bem na sua frente e você não vê, as vezes isso acontece muito no amor, mas ocorre também com as oportunidades na busca de uma vida melhor. Na vida real só há uma lição a ser seguida: esteja sempre preparado, o cavalo selado pode passar na sua frente, prepare-se e pule ou poderá nunca mais ter uma chance igual.

Nenhum comentário: